Tradução Juramentada

Entenda o que é a tradução juramentada, os principais conceitos e esclareça suas dúvidas antes de contratar o serviço.

O que é Tradução Juramentada?

Também conhecida como Tradução Pública, a Tradução Juramentada é realizada sempre que um documento oficial precisa ser traduzido, preservando a sua validade jurídica. Exemplos desse tipo de documento são diplomas, declarações, procurações ou certidões de nascimento, entre outras traduções de documentos.
Essa atividade só pode ser realizada por um profissional devidamente habilitado, conhecido como tradutor público juramentado – ou Tradutor Público e Intérprete Comercial (TPIC). É completamente diferente da tradução de um livro, de uma peça publicitária ou qualquer outro texto que não requeira valor legal.

Traduções Juramentadas têm validade?

As Traduções Juramentadas têm validade em todo o território nacional e para assegurar a sua autenticidade, é necessário que tenha a firma do tradutor juramentado reconhecida em Cartório de Notas. Dependendo do documento, é necessário que seja também registrada em Registro de Títulos e Documentos, a fim de produzir efeitos jurídicos no Brasil.

Para que serve a Tradução Juramentada ou Tradução Pública?

A Tradução Pública ou Juramentada possui por finalidade validar documentos em língua estrangeira no Brasil e vice-versa, passando estes a terem caráter oficial. Esta exigência tem por objetivo evitar a distorção ou mesmo adulteração do teor original de documentos estrangeiros. Portanto, é obrigatoriamente realizada em papel timbrado do Tradutor Público e Intérprete Comercial e possui uma diagramação padronizada, de modo que o formato do documento nunca poderá ser idêntico ao original.
Instituída no Brasil pelo Decreto 13609, de 21 de outubro de 1943 e outorga fé pública a esta modalidade de tradução. Só pode ser executada por Tradutor Público e Intérprete Comercial, devidamente habilitado em concurso público e inscrito na Junta Comercial do Estado em que mantém domicílio.

Como é feita a Tradução Juramentada ou Pública?

Tradução Pública só tem validade jurídica quando realizada por um tradutor público ou juramentado, um profissional devidamente registrado na Junta Comercial do seu Estado de residência. Ela é válida em todo o território nacional e é exigida por repartições públicas e órgãos governamentais, empresas particulares e estabelecimentos de ensino, como escolas e universidades.
Os documentos mais comuns para os quais ela é requerida são carteiras de habilitação, certidões de nascimento, casamento ou óbito, atas, documentos escolares como certificados, diplomas e históricos, autos de processos judiciais, passaportes, manifestos, testamentos, procurações, documentos de embarcações estrangeiras, contratos e sentenças judiciais.

Quais os preços de uma Tradução Juramentada?

Os preços das traduções juramentadas variam de acordo com o tipo de documento, sua extensão e o prazo para entrega. Porém, estes são determinados pela Tabela de Emolumentos, homologada pela Junta Comercial do Estado em que será realizada.
Um documento elaborado em língua estrangeira frequentemente ocupa um maior número de laudas juramentadas quando transcrito para português, porque em geral contém letras muito pequenas, carimbos, selos, assinaturas, consularizações e autenticações de cartório que também passam a ser traduzidos e mencionados. O orçamento da tradução, portanto, baseia-se na quantidade de texto e não na quantidade de páginas do documento original.
O prazo de entrega, por sua vez, dependerá igualmente da extensão do documento original. Serviços urgentes normalmente são acrescidos de taxa de urgência, podendo haver acréscimo de acordo com a complexidade do documento.

Como contratar um tradutor juramentado?

A melhor forma de realizar o serviço de tradução para documentos, é contratar um tradutor juramentado especializado e habilitado a realizar esse tipo de serviço. A Fidelity Translations possui profissionais aptos a realizar os mais diversos tipos de tradução, além de possuir prazos flexíveis e compromisso com a qualidade.
Porém, na eventualidade de não haver um tradutor público habilitado para determinado idioma em seu estado, deve-se entrar em contato com o consulado ou embaixada local que poderá indicar um profissional que deverá ser nomeado tradutor “ad hoc” pela Junta Comercial daquele Ente Federativo.
Lembre-se que apenas os tradutores juramentados estão habilitados a realizar traduções públicas. Sua atuação se faz necessária sempre que algum documento estrangeiro precise produzir efeitos jurídicos no Brasil. Caso a tradução seja feita por qualquer outro tradutor que não tenha sido devidamente empossado e regularmente matriculado perante a Junta Comercial, o documento traduzido não terá validade.

Como se tornar um tradutor juramentado?

Para se tornar um tradutor juramentado é necessário ter cidadania brasileira, residir no Brasil, ser aprovado em concurso público promovido pela Junta Comercial de seu Estado e haver sido devidamente empossado. Embora tenha fé pública, o tradutor juramentado não é um funcionário público.

Necessita dos serviços de tradução juramentada? Ainda possui alguma dúvida?
Entre em contato com a Fidelity Translations e solicite seu orçamento ou venha nos fazer uma visita na filial mais próxima de você!

Conheça também outros serviços de tradução da Fidelity:

Tradução Técnica, Tradução Simples ou Livre e Tradução e versão

Solicite sua Tradução