Reforce o seu negócio com a tradução jurídica

Dicas sobre tradução jurídica

Entenda como esse serviço é essencial para a sua empresa

Quando se pensa nas necessidades do seu negócio, é comum se lembrar de uma série de assuntos, tais como gestão financeira responsável, seleção criteriosa de pessoal e adoção de novas tecnologias.

A tradução jurídica nem sempre vem à mente, mas deveria.

Hoje em dia, pensar apenas no cenário regional, estadual ou nacional já não é suficiente para quem almeja crescer. Em um mundo tão globalizado, restringir geograficamente as atividades de uma empresa não é a decisão ideal.

A publicação Harvard Business Review fez um levantamento da profundidade da conectividade global – entre 2001 e 2017 – e chegou à conclusão de que ela está em torno de 270% no que tange ao fluxo de informações, a posição mais alta do histórico, uma vez que elas percorrem todo o mundo em altíssima velocidade.

A conectividade em termos de capital, pessoas e negócios também está em torno de 125%, o que significa que a globalização já nem deve ser considerada tanto como uma tendência, mas sim como uma realidade.

Nesse conceito, as traduções jurídicas são essenciais e podem contribuir para um desenvolvimento consistente da sua empresa. Vamos entender melhor de que maneira isso deve acontecer e como sua companhia pode ser beneficiada.

O que é uma tradução jurídica?

Antes de mais nada, é importante definir o que está no escopo desse tipo de tradução, de modo que o assunto não levante mais dúvidas.

Dá-se o nome de tradução jurídica a qualquer serviço de tradução que é realizado com conteúdos de teor jurídico, tais como processos, procurações, autos judiciais, certidões, contratos, entre outros.

É como se as traduções jurídicas fossem uma subcategoria das traduções, como também é possível classificar as traduções médicas e judiciais, por exemplo, ainda que o último não seja um termo necessariamente técnico.

A tradução de documentos oficiais, ou seja, daqueles que possuem validade legal, exigem um modus operandi diferente do que acontece com os demais conteúdos, justamente pelo fato de que se utiliza uma linguagem com muitos termos técnicos, rebuscados e que nem sempre são conhecidos por todos.

Entre tantos termos possíveis, podemos destacar alguns, como acórdão, averbação, circunscrição, dolo, ementa, impetrado, liminar, medida cautelar, ônus da prova, peculato, precatório, súmula e suspensão, os quais fazem parte da rotina dos profissionais de Direito.

A tradução jurídica é considerada como um dos tipos de tradução técnica, pois demanda que o profissional responsável por sua execução não apenas tenha domínio sobre os idiomas envolvidos, mas como também sobre o vocabulário específico e a rotina dos profissionais da área em questão.

Por isso, é comum que as traduções jurídicas sejam realizadas por tradutores que também atuam como advogados e outros tipos de profissionais que tenham o embasamento técnico e a experiência necessária para lidar com o assunto de uma maneira natural.

Além disso, a tradução jurídica é considerada, na maioria das vezes, como uma tradução juramentada (também conhecida como tradução pública), que é o serviço feito para documentos que possuem valor legal e que precisam manter essa mesma validade em outros países.

Para tal, é preciso contar com um Tradutor Público e Intérprete Comercial (TPIC), um profissional que deve ter sido aprovado em concurso público e devidamente registrado na Junta Comercial de seu Estado e, portanto, detentor de fé pública, de modo que ele possa conferir validade legal aos documentos sem a necessidade de nenhum procedimento adicional.

Como a tradução jurídica pode ajudar o seu negócio?

Tradução jurídica benefícios

No processo de globalização da empresa, o qual, por sua vez, tende a impactar direta e positivamente em seus resultados financeiros e, consequentemente, em seu sucesso no mercado.

Pense, por exemplo, na possibilidade de oferecer os seus produtos e serviços em outro país, seja por meio do sistema de franquia, da incorporação de outra companhia de menor porte ou por qualquer outra possibilidade disponível.

Para isso, é preciso que os trâmites legais e burocráticos do país em questão sejam todos cumpridos, uma vez que será aquele o ambiente no qual a empresa passará a operar.

Porém, por se tratar de uma negociação entre dois ou mais países, os documentos também deverão estar disponíveis em, pelo menos, dois idiomas.

Não apenas é necessário ter uma tradução do documento que seja compreensível para os envolvidos na negociação, mas também é preciso pensar no cumprimento das exigências legais de todos os países, o que deve ser feito de maneira totalmente assertiva.

Para garantir que a situação se desenvolva da melhor maneira possível, a tradução jurídica se coloca como uma prioridade, ainda mais ao pensar no peso que os documentos legais possuem e nas sérias consequências que qualquer erro poderia causar.

A partir do momento que se conta com um tradutor especializado em conteúdos jurídicos, os contratos, procurações e todos os demais documentos envolvidos serão devidamente traduzidos para o outro idioma e, assim, poderão ser utilizados para os devidos fins.

Ainda assim, é importante ressaltar a importância de contar com uma boa assessoria jurídica, uma vez que as leis entre os países são diferentes e, portanto, é necessário lidar com questões específicas de acordo com cada território.

Tradução jurídica: uma necessidade para a globalização

Não é uma tarefa fácil lidar com a concorrência e quem não se empenhar na preparação para superar os limites geográficos pode ter um desafio ainda maior, o qual pode ser capaz de interromper o crescimento da companhia e, em médio e longo prazo, até culminar em seu encerramento.

É interessante ressaltar que várias empresas ainda não começaram a se preparar para tal movimento, o que significa que as que iniciarem antes se colocam passos importantes à frente de seus concorrentes.

Mesmo que a sua empresa não tenha planos em curto prazo de se internacionalizar, estar preparado para isso é muito importante para que o processo corra de uma maneira natural – e contar com profissionais especializados na tradução jurídica é fundamental.

Tal seleção deve ser feita com cautela, uma vez que o profissional precisa dominar os idiomas de origem e de destino e, além disso, os assuntos jurídicos, de modo a lidar da maneira correta com os termos com os quais se deparar.

Sempre que precisar do serviço de tradução jurídica, conte com uma empresa de tradução especializada, experiente e que possa atendê-lo a contento e, assim, ajudar no crescimento da sua companhia.

Solicite sua Tradução

Postagens Relacionadas