Cinco dicas de sucesso para a tradução juramentada de documentos

Homem realizando a tradução juramentada

Saiba o que deve ser feito para obter sucesso nesse serviço tão importante

A tradução de documentos oficiais, tecnicamente chamada de tradução juramentada ou tradução pública, é muito procurada, uma vez que se mostra como essencial para quem deseja viajar para outros países, seja para trabalho, estudos ou lazer, para não ter nenhum tipo de problema burocrático.

Porém, o serviço é desempenhado de uma maneira um pouco diferente dos demais tipos de tradução, inclusive sendo realizado por profissionais que precisam ser devidamente registrados na Junta Comercial de seus Estados, entre outras exigências especiais.

Vamos conhecer algumas dicas que interferem direta e positivamente no sucesso desse tipo de tradução, de modo que elas possam atender plenamente a todas as necessidades de quem a procura e, além disso, oferecer uma excelente relação de custo-benefício.

O que fazer para obter uma tradução juramentada de documentos de qualidade?

Algumas dicas podem ser aplicadas para um aproveitamento ainda melhor dessa atividade, a qual é bastante procurada: de acordo com o Anuário Braztoa 2019, da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo, 1,5 milhão de brasileiros viajaram para o exterior em 2018.

Isso significa que tais pessoas provavelmente tiveram que procurar pela tradução juramentada de documentos, além de outras que também podem ter recorrido ao serviço para qualquer tipo de comprovação legal fora do Brasil.

Vamos às dicas:

1 – Matricule-se na Junta Comercial de seu Estado

O primeiro ponto, o qual é obrigatório, é que o tradutor matricule-se na Junta Comercial do Estado em que atua. Caso contrário, ele não será autorizado a proceder com o serviço de tradução juramentada de documentos.

Isso acontece pelo fato de que tais profissionais precisam receber fé pública, que é uma autenticação de que seus atos são verdadeiros. É como se o tradutor comprovasse que aquele documento realmente tem validade legal, sem que tenha que recorrer à Justiça para isso.

Para se matricular, entretanto, é necessário ser aprovado em um concurso público organizado pela Junta Comercial de seu Estado. Tal órgão pode ser procurado para obter maiores informações sobre o processo.

Porém, é importante saber que tais concursos não costumam acontecer com tanta frequência, ou seja, é importante se atentar para possíveis inscrições.

2 – Tenha um conhecimento profundo sobre os idiomas de origem e destino

A tradução juramentada de documentos não necessariamente é mais importante que as demais, uma vez que cada uma delas possui suas particularidades, mas é fato que a responsabilidade dos tradutores juramentados é muito grande.

Além de lidar com documentos sensíveis, qualquer erro, por menor que seja, pode prejudicar completamente o objetivo da tradução, o que significa que o conhecimento completo dos dois idiomas envolvidos é indispensável.

Isso também ajuda a entender o motivo da seleção de novos tradutores juramentados ser tão restrita, uma vez que é obrigatório assegurar-se de seu pleno conhecimento sobre os idiomas para evitar problemas posteriores.

3 – Estude a cultura local

Embora não se trate de uma tradução simples, a qual costuma lidar com detalhes culturais, é indispensável que o profissional também tenha conhecimentos sobre a cultura dos países dos documentos com os quais trabalha.

Isso não significa que ele tenha que ser um conhecedor absoluto sobre esses assuntos, mas é necessário que tenha uma boa noção, bem como que saiba onde recorrer a maiores informações para o bom desempenho de suas atividades profissionais.

Dessa forma, caso se depare com algum termo ou expressão com conotação cultura, o tradutor saberá como lidar durante a realização da tradução juramentada de documentos, de modo que a sua qualidade seja garantida.

Dicas para tradução de documentos oficiais

4 – Atente-se à diagramação do documento

Outra grande diferença que a tradução juramentada de documentos apresenta em relação às demais é que o documento traduzido deve ser padronizado em todos os casos.

Quando se trata de uma tradução simples ou de uma tradução técnica, o conteúdo traduzido pode ser entregue impresso, em um arquivo digital ou da maneira que tiver sido combinada com o cliente, ou seja, há uma grande diversidade de opções.

Isso não se aplica na tradução juramentada de documentos. Independentemente de como o documento original seja, o conteúdo traduzido sempre será colocado em um papel timbrado padronizado do tradutor, ou seja, a tradução nunca terá o mesmo formato e diagramação do documento original.

É importante que os clientes saibam disso, de modo a não estranharem quando receberem a tradução em um formato diferente do que poderiam imaginar, mas que estará de acordo com as devidas exigências legais.

Veja também: Documentos mais comuns na tradução juramentada.

5 – Cuidado com todos os pequenos detalhes

Por último, mas não menos importante, cada mínimo detalhe do documento original deve ser analisado, de modo que ele seja traduzido na íntegra.

Essa é outra diferença bem característica da tradução juramentada de documentos, a qual deve conter absolutamente tudo o que aparece no documento original, inclusive os nomes dos órgãos emitentes, eventuais siglas, carimbos, selos e quaisquer outras informações que aparecerem em toda a extensão do original.

Caso alguma dessas informações não esteja presente na tradução, a sua integridade pode ser colocada em risco, o que automaticamente a invalida e, por consequência, prejudica o seu uso para os respectivos fins.

Cabe ressaltar que a validade do documento traduzido existe apenas quando ele é apresentado em conjunto com o documento original. Logo, é sempre possível saber se alguma informação deixou de estar presente na tradução.

Tradução juramentada de documentos: um serviço que demanda absoluta precisão

É claro que toda tradução precisa ser feita com excelência, seja qual for o seu objetivo, mas a tradução juramentada de documentos coloca-se em uma posição diferenciada pelo fato de envolver questões legais e burocráticas, diferentemente das demais.

Elas também costumam conter alguns elementos em comum com as traduções técnicas, dado o linguajar formal e específico utilizado em muitos documentos, especialmente em contratos, autos judiciais, procurações, entre outros, o que demanda que o profissional também tenha esse tipo específico de conhecimento.

De modo a evitar os erros mais comuns na tradução juramentada de documentos, é essencial procurar por profissionais devidamente capacitados, registrados na Junta Comercial de seus respectivos Estados de atuação e com experiência na área, de modo a proporcionar uma tradução com todos os resultados desejados.

Depois de conhecer algumas dicas para a tradução juramentada de documentos, fica evidente a importância de contar com uma empresa de tradução com décadas de experiência no mercado e com uma equipe de profissionais especialistas no assunto. Assim, a integridade, qualidade e validade legal do documento estarão garantidas.

Solicite sua Tradução

Postagens Relacionadas