Qual é o documento mais traduzido no Brasil? Será que é o visto brasileiro?

Visto brasileiro? Históricos escolares? Acordos comerciais? Saiba quais são os documentos mais traduzidos pelos intérpretes comerciais brasileiros

Visto brasileiro - passaporte

A tradução juramentada é um ofício existente em diversos países. Suas origens remontam às necessidades que os comerciantes tinham de entender e se fazer entendidos quando negociavam com pessoas de outras nações e que não compreendiam sua língua. Nessa época, cabia aos intérpretes criar versões dos documentos para que todas as partes pudessem compreender os termos de um acordo.

Contudo, os intérpretes na maioria das vezes estavam a serviço de uma das partes e, portanto, não eram vistos como pessoas necessariamente “isentas” em todos os casos. Daí, surgiu a necessidade de se ter profissionais “juramentados”, ou seja, especializados no ofício e independentes a ponto de poder prestar serviços para os mais diversos tipos de clientes sem comprometer o resultado final do serviço.

No Brasil, a tradução juramentada foi oficializada por meio do decreto n° 13.609, de 21 de outubro de 1943. No capítulo III, artigo 18, o texto diz que “nenhum livro, documento ou papel de qualquer natureza que for exarado em idioma estrangeiro, produzirá efeito em repartições da União dos Estados e dos municípios, em qualquer instância, Juízo ou Tribunal ou entidades mantidas, fiscalizadas ou orientadas pelos poderes públicos, sem ser acompanhado da respectiva tradução feita na conformidade deste regulamento”.

Tradução juramentada no Brasil: uma necessidade

Como você pôde compreender no trecho acima, a legislação brasileira é muito clara com relação ao tipo de documento que é aceito em instituições e órgãos públicos por aqui. Eles precisam, necessariamente, estar expressos em língua portuguesa e, por conta disso, o trabalho de um tradutor juramentado se faz necessário.

A variedade de documentos e memorandos que estão sujeitos a esse tipo de tradução é praticamente infinita. Todo e qualquer documento, expresso em outro idioma, e que precise de um visto brasileiro em algum órgão público precisa, obrigatoriamente, ser versado para o nosso idioma por meio de um profissional habilitado à tradução juramentada.

Assim, contratos de transferência, representações comerciais, memoriais descritivos, cartas, histórico ou certificado escolar, documentos pessoais e até mesmo textos de e-mails, sites ou qualquer outra mensagem que tenha algum cunho de relevância para ser apresentada a uma autoridade competente só terá esse reconhecimento se estiver acompanhada de uma versão em nosso idioma.

Visto brasileiro, históricos escolares: os documentos mais comuns

Não há um ranking específico que indique exatamente qual é o documento mais traduzido no Brasil. Entretanto, observando as demandas existentes é possível intuir quais são aqueles mais solicitados ou cuja tradução juramentada se mostra mais necessária no cotidiano. Um deles é o visto brasileiro.

Estrangeiros em geral possuem passaportes e toda a documentação completa em outro idioma e, portanto, sempre que for requerido algum documento que comprove a sua nacionalidade – e não caiba a apresentação de um passaporte – será preciso lançar mão de um visto brasileiro, que por sua vez virá acompanhado de uma tradução juramentada.

Além do visto brasileiro, o mundo acadêmico em geral é outro que acaba gerando uma grande demanda por tradução juramentada. A tradução de diplomas, certificados, históricos de pesquisa e memorandos que, de alguma forma, precisem ser expressos em língua portuguesa, se tiver a sua origem em outro idioma precisará, na maioria dos casos, ser acompanhada de uma versão para a língua portuguesa.

Por fim, a outra área que também entrega aos profissionais de tradução uma demanda considerável é a de documentações comerciais e jurídicas. Produtos e peças que precisem ser impostadas para o Brasil para posterior manufatura e homologação nos órgãos competentes precisarão vir acompanhados de toda a documentação necessária em seu idioma original além de, é claro, a versão traduzida por um profissional juramentado.

Da mesma forma, para que tenham valor em juízo, documentos de origem internacional e em outros idiomas também deverão passar pelo mesmo processo. Ou seja, como você já deve ter percebido, são inúmeros os casos em que a tradução juramentada é indispensável.

O que se traduz no Brasil é igual ao que se traduz no exterior?

Não necessariamente. Cada país tem as suas regras relacionadas à tradução juramentada e pode exigir as suas próprias particularidades. Os tradutores brasileiros fazem versões e traduções juramentadas conforme os indicativos solicitados pela nossa lei, ou seja, seguem irrestritamente aquilo que é obrigatório por lei para fins oficiais.

Pode até ser que em outra nação as leis e o modo de operação sejam parecidos, mas isso não significa que há uma regra ou norma universal regendo essa modalidade. Na Espanha, por exemplo, as leis de tradução são muito próximas daquela que é aplicada no Brasil. Por outro lado, lugares como Estados Unidos, Inglaterra, Canadá e Austrália sequer têm uma legislação específica tratando sobre esse tema.

Quando isso acontece, cabe ao governo local ou ao órgão em questão determinar sob qual normatização ele pode aceitar ou não os documentos solicitados. Há casos nos Estados Unidos, por exemplo, de entidades que aceitam normalmente as versões juramentadas brasileiras. Por outro lado, há instituições que exigem documentos autenticados sob normas bastante específicas.

Na dúvida, se informe antes de investir o seu dinheiro em algum tipo de tradução, de forma a não precisar refazer todo o trabalho depois. É fundamental que você cheque esses detalhes junto ao órgão que vai receber a documentação, uma vez que o tradutor não tem obrigação de saber quais são os moldes requeridos em cada país. A responsabilidade, nesse caso, é totalmente sua.

Solicite sua Tradução