Entenda o que é o Brexit e quais são as suas consequências

Brexit e União Europeia

A saída do Reino Unido da União Europeia tem consequências imprevisíveis para os habitantes da região: entenda o que muda

Nos últimos três anos, certamente você deve ter se deparado muitas vezes com o termo “Brexit” na mídia. Porém, você sabe o que é o Brexit e qual é o impacto que esse termo terá na relação dos cidadãos britânicos com a Europa?

Para entender um pouco mais sobre essa expressão, primeiro precisamos voltar no tempo e compreender como chegamos a um cenário no qual o Reino Unido deixou de fazer parte da União Europeia. É a primeira vez que um país deixa o grupo, o qual foi criado em 1973.

Por que o Reino Unido está deixando a União Europeia?

O Reino Unido é composto pela Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales. Desde 1973, esses países fazem parte da União Europeia, um bloco econômico que reúne a maior parte dos países europeus.

Em junho de 2016, os eleitores britânicos participaram de um plebiscito, no qual a maioria dos votantes decidiu que o país deveria deixar o bloco – 52% votaram a favor da saída, enquanto 48% defendiam a sua permanência.

Desde então, a imprensa internacional passou a chamar esse fato de “Brexit”. A expressão é a junção das palavras “Britain” e “exit” – em tradução direta para o português como “Bretanha” e “saída” – e é utilizada para se referir ao processo de transição da saída desses países do grupo europeu.

Desde 2016, o Reino Unido vem negociando com a União Europeia os termos dessa saída. Oficialmente, o país deixou de fazer parte do bloco econômico no dia 31 de janeiro de 2020. Embora nem tudo tenha sido plenamente esclarecido, essa saída implicou em muitas mudanças para os cidadãos britânicos.

O que muda para os cidadãos britânicos?

Agora que você já sabe o que é o Brexit, é hora de entender como esse movimento impacta diretamente na vida dos cidadãos britânicos. Os países membros da União Europeia têm uma série de vantagens entre si, como o trânsito livre entre as nações, por exemplo.

Em outras palavras, a União Europeia funciona como um grande país, no qual as nações são os seus Estados. Até então, os britânicos tinham entrada livre nos outros países do grupo e vice-versa, sem a necessidade de apresentar passaporte.

Além disso, também há a questão dos impostos. Produtos comercializados entre os países, até então, estavam isentos de impostos de importação e exportação, algo que deve mudar a partir do momento em que as nações deixam de pertencer ao mesmo bloco.

Embora oficialmente o Reino Unido seja agora independente da União Europeia, na prática, os grupos continuam em negociação. Muitos detalhes de como as coisas serão ainda não foram definidos, mas o prazo limite foi estendido para 31 de dezembro de 2020.

O que está em jogo agora é um novo acordo comercial, o qual indique as questões tributárias e de como será o trânsito dos cidadãos europeus e britânicos entre os países. Além disso, estão em pauta também o compartilhamento de dados e segurança e o licenciamento e regulamentação de medicamentos.

Caso um acordo não seja ratificado até o final do ano de 2020, então a situação deve mudar drasticamente para todas as partes envolvidas.

Entenda o que é o Brexit

O que muda para os brasileiros com o Brexit?

Não são apenas os cidadãos britânicos que verão mudanças com a saída do Reino Unido da União Europeia. Para os brasileiros, as relações comerciais e diplomáticas também mudam. Atualmente, há mais de 300 mil brasileiros vivendo nessa região, isso sem falar dos inúmeros turistas e intercambistas que frequentam o país todos os anos.

O grande problema, ao menos por enquanto, é que não há ainda uma definição de como as coisas funcionarão. Por exemplo, para os turistas brasileiros é possível entrar nos países da União Europeia apenas com o passaporte, sem a necessidade de um visto específico previamente obtido.

A independência do Reino Unido do bloco econômico pode fazer com que esse cenário mude. Muitos temem que as exigências legais para visitação ou permanência no país tornem-se mais rígidas, o que dificultaria negócios e estudos na região.

Há muitos brasileiros vivendo no Reino Unido com um passaporte europeu. A partir de 2021, isso não será mais possível e muitos terão que obter novos documentos e se adaptar às exigências que forem impostas pelo governo britânico. Porém, enquanto isso não acontece, permanece a incerteza.

Período de transição será crucial

Mais do que compreender o que é o Brexit, é fundamental que todos aqueles que têm ou que desejam ter alguma relação com o Reino Unido acompanhem como será o desenvolvimento das negociações ao longo de 2020.

Porém, uma coisa é certa: o Reino Unido deve negociar novos acordos bilaterais com o Brasil, seja no que diz respeito à importação e à exportação, seja no trânsito de turistas e estudantes entre os países. A expectativa, é claro, é de que os procedimentos sejam simplificados.

Entretanto, sabemos que as coisas podem ser diferentes na prática. Para quem mora no Reino Unido ou pretende visitar ou estudar no país durante os próximos anos, o momento é de atenção: as regras de visto podem mudar a qualquer momento e não sabemos ainda quais serão elas exatamente.

Nossa recomendação é que você mantenha o tema “Brexit” na sua pauta e acompanhe todas as informações veiculadas na imprensa nacional e internacional sobre esse assunto.

Solicite sua Tradução

Postagens Relacionadas