Saiba o que é lauda e como você pode calcular os seus ganhos

Conheça uma das maneiras mais usuais que os tradutores utilizam para mensurar a quantidade de trabalho por meio de laudas e efetuar a cobrança

O trabalho de um tradutor envolve mensurar o tempo gasto com as suas atividades. Para que ele possa elaborar um orçamento ou mesmo posso cobrar pelo seu trabalho ao final de um determinado período, é preciso que de alguma forma a quantidade de tempo dispendida possa ser mensurada.

Existem diversas formas de se fazer isso. O tempo gasto, por exemplo, é uma das maneiras, onde a quantidade de horas trabalhadas acaba sendo convertida em um valor específico na hora da cobrança. Outra modalidade são os caracteres e as palavras: a cada X caracteres ou palavras, cobra-se um valor específico.

E, por fim, temos ainda a modalidade de cobrança por lauda. Você já ouviu falar nesse termo? Vamos entender um pouco mais sobre o que é lauda e como você pode calcular os seus ganhos a partir desse conceito.

traduçao-lauda

O que é lauda?

A lauda é um termo bastante antigo, originado dos jornais impressos. Ela correspondia, em teoria, a uma coluna da publicação. Como você pode imaginar, o mundo online matou esse conceito das colunas que víamos na diagramação dos jornais e das revistas, mas a expressão lauda permaneceu viva no uso cotidiano.

A expressão hoje diz respeito a uma folha digitada por um tradutor, tendo ela um determinado número de linhas ou caracteres. Assim, para que uma lauda seja computada, é preciso que possamos estabelecer algumas referências numéricas para que você possa entender melhor a quantidade de trabalho envolvida nesse caso.

Em geral, uma lauda de tradução literária tem 30 linhas, com 70 caracteres cada uma, o que equivale a cerca de 2,1 mil caracteres, incluindo-se os espaços. Já uma lauda de tradução juramentada, modalidade que pode ser contratada junto às empresas de tradução, costuma ter 25 linhas, como 50 caracteres cada uma, o equivalente a 1.250 caracteres, também com os espaços.

Como calcular os seus ganhos?

Em outras palavras, isso significa que a cada 2,1 mil caracteres, no caso da tradução literária, ou 1.250 caracteres, no caso da tradução juramentada, será cobrado um valor específico pelo trabalho.

Entretanto, vale dizer que esse número de caracteres não é uma “regra” oficial, mas sim um valor médio. Isso significa que cada empresa de tradução pode estabelecer as suas próprias regras, de forma que esses números devem ser encarados apenas como uma referência. Além disso, há outros fatores que podem influenciar no preço final, como o prazo para que a tradução seja entregue ou a complexidade do texto em questão.

Para calcular o valor exato seguindo uma referência, basta descobrir o número de caracteres no documento do seu editor de texto. No Microsoft Word, por exemplo, vá ao menu “Revisão” e escolha a opção “Contar Palavras”. Em seguida, divida o número de caracteres pelo valor de referência da lauda. Depois, é só multiplicar a quantidade de laudas pelo valor de cada uma e pronto.

Você pode estar se perguntando: mas não seria melhor usar então o número de páginas como uma referência? A resposta para essa pergunta é “não”. O conceito de “páginas” é deixado de lado pois existem vários elementos que podem distorcer o resultado final. É o caso, por exemplo, de fontes maiores ou de imagens, que ajudam a aumentar o número de páginas sem que, necessariamente, haja aumento na quantidade de texto.

Outros fatores a serem considerados

Como já mencionamos nesse artigo, os valores das laudas são apenas uma referência e podem sofrer alterações se levarmos em consideração outros fatores. Um exemplo é a quantidade de tempo disponível para se fazer uma tradução. Cada empresa de tradução tem os seus prazos específicos para a entrega de um conteúdo. Entretanto, pode ser que o cliente precisa da tradução com uma certa urgência.

Assim, por conta do prazo menor, a empresa em questão pode optar por cobrar um pouco mais, uma vez que se trata de uma situação extraordinária. Outros itens também podem impactar no preço final. É o caso dos serviços de traduções obtidos a partir de línguas mais raras.

Por exemplo, encontrar tradutores de chinês para português (ou vice-versa) é mais difícil do que encontrar tradutores de espanhol para português.

Orçando uma tradução juramentada

É interessante notar que os preços e a forma de cálculo de uma tradução ou versão juramentada são fixos e definidos pela Junta Comercial de cada estado. Dessa forma, os tradutores matriculados em uma mesma Junta Comercial devem seguir uma única tabela de preços, não sendo permitida nenhuma diferença de cobrança entre trabalhos similares.

Uma opção para o tradutor, portanto, é fazer uma pesquisa na Junta Comercial de outros estados para que possa encontrar qual é o valor médio cobrado no mercado. Novamente, nesse quesito não há regras gerais a serem seguidas, de forma que elas podem variar de estado para estado.

As juntas comerciais podem estipular preços para documentos como passaportes, certidões civis e carteiras de identidade, por exemplo, que serão diferentes de valores cobrados para textos especiais ou que envolvam algum tipo de linguagem técnica, como conteúdo relacionados à ciência, às finanças ou à área jurídica.

Por fim, tenha ciência de que o valor de uma tradução juramentada é cobrado com base no documento final traduzido. Dessa forma, é possível que os valores passados em um orçamento – que nada mais é do que uma estimativa de quanto trabalho o tradutor terá pela frente – possam sofrer alterações antes da entrega do resultado final.

Solicite sua Tradução