Voc√™ sabe o que os interc√Ęmbistas procuram no Brasil?

O país tem sido cada vez mais procurado por europeus, sul-americanos e africanos devido a oportunidades de estudo, trabalho e voluntariado

Assim como os brasileiros, os estrangeiros tamb√©m desejam sair do pa√≠s, conhecer uma nova cultura e aprender mais sobre a sua √°rea de atua√ß√£o. Fazer um interc√Ęmbio para o Brasil √© uma das formas que eles t√™m encontrado para realizar esse sonho, e o pa√≠s tem recebido esses intercambistas de bra√ßos abertos.

De acordo com dados do Minist√©rio do Turismo, o n√ļmero de estudantes estrangeiros que v√™m ao Brasil aumentou mais de 60% nos √ļltimos anos: eram 66 mil em 2003 e, em 2014, foram mais de 100 mil! Isso sem contar os intercambistas que chegam para trabalhar e realizar voluntariado.

A maioria dos estrangeiros que chegam ao Brasil para uma experiência internacional tem incentivos das famílias e das universidades para se aventurar. Entretanto, muitos intercambistas têm medo, pois estão acostumados a imaginar o país como um lugar caótico, violento e, ainda, sem entender completamente a língua portuguesa.

Esses visitantes têm um perfil bastante comum: eles têm entre 18 e 32 anos e esperam obter melhores oportunidades profissionais após a vivência no estrangeiro. Entre as cidades mais populares, estão São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis, Curitiba e Salvador.

Colombianos, portugueses, franceses e angolanos são os mais interessados a deixar os destinos mais procurados, como como Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e Austrália para descobrir esse país tropical repleto de peculiaridades.

PREÇOS BAIXOS

Devido √† alta do d√≥lar, viajar para o Brasil se tornou uma op√ß√£o muito mais econ√īmica, principalmente para os intercambistas origin√°rios de pa√≠ses onde a moeda tamb√©m est√° valorizada, como Am√©rica Latina e √Āfrica. At√© mesmo os europeus t√™m aproveitado o atual momento econ√īmico para conhecer o pa√≠s.

Muitas vezes, o país sequer é a primeira opção dos interessados em ter uma vivência internacional, mas, ao contabilizar os custos com documentação, tradução juramenta, passagens aéreas, alimentação e moradia, o Brasil sai na frente de seus concorrentes.

DESTAQUE NA AM√ČRICA LATINA

Aos olhos de intercambistas origin√°rios da Am√©rica Latina, o Brasil possui melhores condi√ß√Ķes de estudo e emprego, o que motiva a vinda de colombianos, argentinos, bolivianos e chilenos. Embora muitos fa√ßam do pa√≠s verde e amarelo moradia permanente, existe uma boa parte que vem para realizar alguns semestres da gradua√ß√£o ou toda a p√≥s-gradua√ß√£o.

As √°reas de estudo que mais despertam o interesse dos intercambistas varia: letras, hist√≥ria e pedagogia j√° s√£o tradicionais, mas, nos √ļltimos anos, engenharia, tecnologia e empreendedorismo est√£o se destacando, al√©m de oportunidades na √°rea de sa√ļde.

INCENTIVO AOS PROGRAMAS DE INTERC√āMBIO

Gra√ßas ao progresso das rela√ß√Ķes pol√≠ticas, as universidades federais est√£o conseguindo promover cada vez mais a troca de estudantes. S√£o acordos universit√°rios que oferecem diversos tipos de bolsa, com ou sem aux√≠lio financeiro, para que os estudantes estrangeiros venham aprender no pa√≠s.

A iniciativa tamb√©m encheu as universidades estaduais de intercambistas e at√© mesmo as unidades privadas t√™m realizado acordo com escolas estrangeiras para facilitar o interc√Ęmbio para institui√ß√Ķes de refer√™ncia, especialmente na Europa, em pa√≠ses como Portugal e It√°lia.

EST√ĀGIOS

Fazer um est√°gio internacional √© um m√©rito muito desejado para colocar no curr√≠culo. Quem chega ao Brasil com esse objetivo muitas vezes tamb√©m vai estudar em uma institui√ß√£o de ensino parceira e trabalhar meio per√≠odo na universidade que o receber√° ou em empresas privadas, funda√ß√Ķes e entidades.

Como o oferecimento de bolsa auxílio é muito comum nos estágios brasileiros, eles acabam recebendo uma remuneração que é usada para conhecer o país e consumir produtos locais, estimulando a economia nacional e garantindo economia nas despesas.

GRANDES EVENTOS

O Brasil acabou de sediar dois grandes eventos internacionais, as Olimp√≠adas e a Copa do Mundo. A oportunidade possibilitou a vinda de muitos intercambistas, entre estudantes de cursos relacionados a esportes e comunica√ß√£o, at√© de profissionais que vieram experimentar na pele o envolvimento com as competi√ß√Ķes, principalmente os que trabalham em grandes companhias de eventos, marketing, constru√ß√£o, tecnologia e nas empresas que estavam diretamente ligadas aos acontecimentos que atra√≠ram a aten√ß√£o do mundo.

CAUSAS SOCIAIS

Interc√Ęmbios com prop√≥sito sociais s√£o cada vez mais comuns, e como o Brasil apresenta fragilidades quando se fala em distribui√ß√£o de riquezas, alimenta√ß√£o, moradia e outros interesses da sociedade, o destino √© muito procurado.

Os intercambistas chegam para trabalhar gratuitamente em um projeto social que já esteja consolidado, executando tarefas como ensino de língua estrangeira, construção de abrigos e assistência médica para a população dos locais mais carentes do país em troca de moradia e alimentação, geralmente em casas de famílias brasileiras ou em centros feitos especialmente para receber esses estrangeiros.

Solicite sua Tradução
ÔĽŅ