O que é o Google Home Hub? Como ele funciona?

Sala de estar em apartamento
Conheça esse novo produto do gigante das buscas

A Google é uma das empresas mais conhecidas e bem-sucedidas do mundo. Inicialmente, ela tornou-se famosa por seus serviços de alta qualidade, mas o passar dos anos fez com que ela começasse a lançar produtos, como o Google Home Hub, por exemplo.

Essa é uma solução que foi lançada com o objetivo de atingir consumidores que procuram o que há de melhor na tecnologia de automação residencial, uma tendência que cresce a cada dia que passa.

Vamos aprender mais sobre esse produto para que você saiba se vale a pena investir nele para o seu dia a dia.

O que é o Google Home Hub?

É um dispositivo desenvolvido para smart homes (casas inteligentes) e que é capaz de controlar uma série de dispositivos e aparelhos no ambiente com suas funcionalidades de automação residencial.

No meio da informática e da eletrônica, o termo “hub” é utilizado como algo centralizador. O hub USB é um exemplo disso: é um dispositivo que atua como um multiplicador USB, o qual ocupa uma entrada, mas oferece várias saídas para os usuários – isso também ajuda a entender a finalidade do gadget da Google.

Como funciona o conceito de casa inteligente?

Em conjunto com a automação residencial, esses assuntos ficavam restritos a pessoas com maior poder aquisitivo, situação que começou a mudar em 2015, quando a Amazon, outra empresa gigante da tecnologia, lançou a linha Echo, com seus produtos inteligentes.

Desde então, novos produtos passaram a ser lançados com essa finalidade e a maior disputa atualmente ocorre entre a Amazon e a Google. Ambas as empresas tentam cativar os usuários a ter um ambiente inteligente e integrado por meio de suas soluções.

A Google já possuía vários produtos para casas conectadas, como o Home Mini, Home e Home Max, os quais atuam como alto-falantes inteligentes, além do Chromecast, um dispositivo capaz de transformar qualquer TV com entradas HDMI e USB em uma smart TV.

A Amazon também possui produtos similares a esses. E um ponto em que a Amazon leva vantagem em relação à Google é o Echo Show, o qual alia a funcionalidade de um smart speaker a uma tela, o que o transforma em uma espécie de tablet voltado a casas inteligentes.

Esse foi um grande motivador para o lançamento do Google Home Hub, o qual promete resultar em uma boa briga nessa área, que tende a ser cada vez mais disputada.

Como é o Google Home Hub?

Um dispositivo que alia a praticidade e a comodidade dos dispositivos inteligentes a uma tela, a qual é capaz de deixá-lo ainda mais funcional e interessante.

Em relação ao design, o dispositivo mede 17,9 cm x 11,8 cm x 6,73 cm, com uma tela de 7”, pouco maior do que a tela de celulares grandes, o que o torna relativamente pequeno.

Isso, porém, nada tem a ver com a qualidade de construção do produto, que é bem alta e demonstra a resistência que os usuários precisam em seu cotidiano, principalmente pelo fato do Google Home Hub não ser um tablet ou um smartphone propriamente dito, os quais são levados para outros lugares com frequência.

A tela fica em uma base que faz o dispositivo remeter a um porta-retrato, embora mais robusto. A base está disponível nas cores cinza, preto, azul e rosa, com o contorno da tela sempre branco, com exceção de um contorno no dispositivo que é da mesma cor de sua base.

Na parte traseira, é possível encontrar a entrada de energia, os botões de volume e outro botão que deixa o microfone mudo. Não há uma câmera, decisão tomada pela Google de modo a fazer com que o dispositivo seja seguro para uso em todos os cômodos, sem colocar em risco a privacidade dos seus usuários.

Há um sensor de luz que permite que o dispositivo adapte o brilho da sua tela de acordo com a iluminação do ambiente. Isso faz com que ele modifique algumas de suas funções, como a temperatura da luz da tela e a imagem projetada, a qual passa a ser de um relógio em lugares muito escuros, como em um quarto durante a noite, por exemplo.

Em outras palavras, o Google Home Hub perceberá quando as luzes estão apagadas e é hora de dormir. Nesse momento, a emissão de luz azul do dispositivo será interrompida e a tela ficará praticamente invisível, o que não incomodará quem quer dormir.

A configuração do aparelho é simples e depende da instalação do aplicativo Google Home. Assim que ele é baixado, basta adicionar um novo dispositivo e deixar que a tecnologia o encontre. Depois de um pareamento rápido, ele já poderá ser usado, cabendo ao usuário informar em qual cômodo da casa ele está.

O Google Home Hub é compatível com pelo menos 5.000 dispositivos inteligentes, além de mais de 10 aparelhos da própria Google. Em relação aos aplicativos, o gadget é compatível com Spotify, Uber, HBO Now, entre outros, além dos aplicativos da Google, como Play Música, Calendário, Fotos, Tradutor, YouTube, entre outros.

Veja também: Quais são os perigos de confiar no tradutor automático?

Sala de descontração em empresa

O Google Assistente torna suas funções possíveis, o que permite que o aparelho tente responder da melhor maneira possível a solicitações de seu usuário, sempre que possível – o que ocorre na grande maioria das vezes – com imagens para ajudar na solicitação.

As respostas relacionadas a lugares, por exemplo, podem vir na forma de mapas, informações de contato, resenhas e descrições. No caso de filmes, ele traz informações sobre o elenco, o enredo e por aí vai. Para maiores informações, basta tocar nos cards que respondem as perguntas.

Todas as funções do Google Home Hub foram adaptadas para funcionar por meio de comandos de voz, o que torna a experiência muito prática e intuitiva. Até mesmo os aplicativos de terceiros funcionam assim, embora com funcionalidades naturalmente reduzidas das que são possíveis observar nos aplicativos da própria Google.

Além disso, deve-se ressaltar uma das principais funcionalidades do gadget, que é a de centralizar a automação residencial, sendo capaz de controlar lâmpadas, câmeras, tomadas, termostatos, fechaduras eletrônicas e tudo mais que for compatível com o dispositivo.

A utilidade do Google Home Hub é muito grande, o que o torna um dispositivo que pode ser usado em todos os lugares – de casas e apartamentos a uma empresa de tradução ou uma agência de marketing digital. Nessa competição interessante entre os fabricantes de dispositivos inteligentes, os consumidores só têm a ganhar.

Solicite sua Tradução

Postagens Relacionadas