Saiba quais os documentos de tradução necessários para estudar fora do país. PROGRAME-SE!

Comprovantes financeiros, tradução de documentos, testes de proficiência… Será que você sabe de tudo que é preciso para estudar no exterior?

Se você já decidiu o curso, pesquisou sobre as melhores universidades, está estudando a fundo o idioma e tem feito as economias necessárias, é hora de pensar em um outro fator muito importante para que você possa estudar fora: a documentação.

Os documentos são fundamentais para que você possa atingir seu objetivo.

Com eles, você vai conseguir um visto de estudante, fazer a matrícula na universidade, passar na imigração, realizar um estágio e ter acesso aos serviços públicos do local.

Preparar a documentação para estudar em outro país é muito mais complexo do que quando você viaja como turista. Serão muitas etapas de comprovação e de tradução de documentos antes de poder embarcar para qualquer lugar do mundo para aprender ainda mais.

Por isso, é preciso preparar os documentos necessários com antecedência, principalmente se você não possui algum deles.

PASSAPORTE

É o documento número um que você precisa providenciar. Ele permite que você deixe o país e também funciona como um documento de identidade (como o RG dos brasileiros) no exterior.

5 passaportes brasileiros

Para emiti-lo, é preciso fazer o pagamento da taxa de R$ 257,25 e agendar o atendimento em um dos postos da Polícia Federal do Brasil.

Ao comparecer no local com os documentos, pergunte quanto tempo levará a entrega, pois, se você estiver em cima da hora, é possível pagar um valor extra para que o passaporte fique pronto mais rápido.

Se você já possui o documento, verifique se ele é válido até o período em que a sua viagem está prevista para terminar.

DIPLOMA

Seu diploma e outros documentos escolares serão muito importantes para que você possa ser admitido em universidades estrangeiras.

Histórico escolar, jornada acadêmica, certificado de cursos, atividades extracurriculares, comprovante de estágio e de outras experiências acadêmicas precisam passar pela tradução de documentos para que tenham validade em outro país.

Procure com antecedência esses documentos, pois, como eles costumam se acumular a longo da vida, pode ser que você não os encontre com facilidade.

Evite enviá-los para a empresa de tradução em cima da hora, pois você pode perder os prazos se não contar com a tradução dos documentos no momento certo.

TESTES DE PROFICIÊNCIA

Certas instituições de ensino exigem que o candidato tenha fluência no idioma do país ou, pelo menos, em inglês, para poder ingressar nos cursos.

Antes de definir o teste para o qual você vai aplicar, verifique com a universidade qual é aceito, qual é a pontuação necessária e o nível de conhecimento exigido.

Faça as provas com antecedência, pois elas não acontecem o tempo todo, é preciso pagar um valor considerável e os resultados demoram um pouco para sair.

Por outro lado, alguns testes de proficiência têm validade, então, programe-se!

COMPROVANTE DE SITUAÇÃO FINANCEIRA

A universidade quer ter certeza que você pode pagar pelos seus estudos e por despesas como alimentação, moradia e transporte enquanto estiver fora do Brasil.

Antes mesmo de ser admitido, documentos como carta bancária, boletos, imposto de renda ou declaração de suporte financeiro já podem ser solicitados.

Você também precisará deles para obter o visto estudantil e, eventualmente, para passar pela imigração.

Estudantes segurando o passaporte

Se você conseguir bolsa de estudos ou um financiamento, também será necessário comprovar a sua situação financeira.

CARTA DE ADMISSÃO

Depois de estudar bastante e ser aprovado em todos os processos seletivos, a universidade escolhida enviará uma carta de admissão para sinalizar que você está apto a se matricular na instituição.

Ela será essencial para apresentar ao consulado se você precisar de um visto, à imigração para justificar sua viagem, e também para que você possa se registrar na universidade e começar o ano letivo.

VISTO DE ESTUDANTE

Alguns países, como Estados Unidos, Austrália e Canadá exigem, além da carta de admissão da universidade, um visto de estudante.

Cada país tem um procedimento único para fazer a solicitação do visto, e, por esse motivo, você deve consultar o site da embaixada do local em que você pretende estudar para verificar o tipo, o custo e a duração do seu.

Ao ser aprovado, o visto geralmente é colado ou grampeado ao seu passaporte. Se esse não for o seu caso, mantenha-o sempre por perto durante toda a viagem.

SEGURO SAÚDE

A maioria dos países exige que você possua um seguro de saúde internacional válido pelo tempo da sua viagem.

O serviço pode ser adquirido com facilidade pela internet e não representará um grande custo para suas economias, mas vai garantir que você fique protegido durante os meses em que passará estudando fora, pois as despesas médicas são extremamente caras no exterior.

Se você já possui um plano de saúde com validade internacional, basta comunicar a sua seguradora sobre a sua viagem e não esquecer de levar a sua carteirinha.

Confira se o seu destino requisita alguma vacinação que você ainda não possui e providencie a atualização da sua carteira de vacinas o mais rápido possível.

AUTORIZAÇÃO PARA VIAGEM

Menores de 18 anos só podem deixar o país desacompanhados se apresentarem a autorização dos responsáveis. A medida de segurança visa evitar sequestros e tráfico humano.

Para ter o documento, é preciso preencher o modelo disponível no site da Polícia Federal e reconhecer firma em cartório.

Se você solicitar um novo passaporte, ele será confeccionado com a autorização dos pais já impressa nas páginas, sem necessidade de ir ao cartório.

Confira os serviços de tradução da Fidelity Translations, empresa aperfeiçoada em diversas traduções realizadas por profissionais qualificados e experientes com os serviços!

Solicite sua Tradução