Cartório pode ter Tradutor Juramentado

O Cartório e o Tradutor

O Brasil intensifica programas de intercâmbio de estudantes. A cada ano, mais empresas multinacionais estabelecem filiais no Brasil e trazem dezenas de funcionários de seus países de origem. Profissionais especializam-se no exterior e chegam com sua bagagem cheia, não apenas de conhecimento e experiência, mas frequentemente também com companheiros e filhos nascidos em outro país.

Esses são apenas alguns casos em que a tradução juramentada é necessária. Aquela tradução que dá validade jurídica no Brasil a documentos elaborados em língua estrangeira. Para produzirem efeitos em território brasileiro, certidões de nascimento, casamento, divórcio ou óbito, currículos, diplomas, inventários e certificações precisam estar devidamente traduzidos para o português por um tradutor juramentado. Em razão disso, um dos locais em que esse profissional é muito requisitado são os cartórios.

Tradução pública deve estar acompanhada pelo documento original

Em 21 de outubro de 1943, o Decreto Federal no 13.609 determinou que todo documento estrangeiro só terá validade se devidamente acompanhado por sua tradução juramentada, mas jamais sendo o original substituído pela tradução. Isso vale para qualquer documento físico, seja uma certidão de casamento, um contrato de transferência de tecnologia, documentos pessoais, mensagens de e-mail impressas ou memorial descritivo de uma patente.

Você sabe o que é uma tradução juramentada?

Esse tipo de tradução é indispensável sempre que um documento precise produzir efeitos jurídicos, inclusive em juízo – como prova apresentada em processos, por exemplo – ou em situações em que tenha de ser registrado ou protocolado junto a qualquer agência, órgão ou autoridade brasileira.

Essa modalidade de tradução reflete, oficialmente, para o português, o conteúdo do documento original em língua estrangeira, mas não confere a ele maior valor do que o documento original já possui. Normalmente, o tradutor público juramentado é contatado e o trabalho é acordado para ser entregue em determinado prazo, mas há algumas circunstâncias em que a presença do próprio tradutor juramentado é necessária. É o caso, por exemplo, de várias situações comuns nos cartórios de todo o país quando o profissional precisa atuar como intérprete.

>> Entenda melhor o que é a tradução juramentada e seus principais conceitos <<

Reprodução fiel do conteúdo original oral

Dentre as ocasiões mais habituais estão o registro de filhos de estrangeiros nascidos no Brasil, casamento de brasileiros com estrangeiros, na compra ou venda de imóveis por estrangeiros ou quando um estrangeiro é convocado a prestar depoimento, por exemplo. Nesses casos o tradutor juramentado servirá de intérprete oficial de tudo o que for dito na ocasião, reproduzindo fielmente o conteúdo da expressão oral para outro idioma.

Como a tradução desse profissional tem fé pública, a sua firma não precisa ser reconhecida em cartório. Entretanto, diversos órgãos e repartições públicas brasileiras o exigem mesmo assim. É bom ressaltar que o tradutor juramentado (também chamado de tradutor público) precisa ser concursado e habilitado pela Junta Comercial do Estado em que atua e reside.desse profissional tem fé pública, a sua firma não precisa ser reconhecida em cartório. Entretanto, diversos órgãos e repartições públicas brasileiras o exigem mesmo assim. É bom ressaltar que o tradutor juramentado (também chamado de tradutor público) precisa ser concursado e habilitado pela Junta Comercial do Estado em que atua e reside.

Cartório pode indicar tradutores públicos juramentados

Normalmente são realizadas parcerias entre os cartórios e os tradutores públicos juramentados para que atuem em trâmites oficiais. Apesar de prestar concurso público, o tradutor juramentado não é um funcionário público, cabendo a ele definir seus próprios meios de conquistar e manter clientes. Eles podem ser encontrados na Junta Comercial de cada Estado.

De acordo com a Junta Comercial de São Paulo (JUCESP), por exemplo, há cerca de 1.500 tradutores públicos juramentados no Estado. Porém, ainda que, em tese, admita-se que todos sejam igualmente habilitados e o valor do trabalho seja tabelado pela Junta Comercial pela qual o profissional está matriculado, é interessante observar o tempo de experiência e o tipo de trabalho que ele está mais habituado a desempenhar, garantindo assim um resultado o mais próximo possível do esperado.

Solicite sua Tradução