Agência de tradução: os 07 erros mais comuns ao contratar esse serviço!

Muitas pessoas têm uma ideia formada sobre os serviços de tradução, mas ela pode estar distorcida!

Do que você se lembra quando pensa em uma agência de tradução? Que os serviços são simples, quase sempre iguais ou que nenhuma especialização é necessária para atuar como tradutor?

Pois bem, esses são alguns dos vários clichês que existem sobre as traduções e eles estão muito errados! Muitas pessoas pensam desse modo por não conhecer como elas funcionam e acabam por cometer esses equívocos mesmo sem querer.

Nós separamos aqui os sete erros mais comuns, com uma boa explicação sobre a verdade de cada um desses clichês. Assim, você terá uma visão bem mais correta sobre as traduções!

7 erros e clichês sobre uma agência de tradução

Não tem problema se você achava que algum dos clichês abaixo era verdade, já que isso pode acontecer pelo desconhecimento na área. A partir de agora, você não cometerá mais esses erros!

1 – “Serviços de tradução são fáceis”

Para começar nossa lista, um dos temas mais comuns: o pensamento de que as traduções são coisas simples.

Todo trabalho tem as suas dificuldades e isso também se aplica aos serviços de tradução. Cada documento, livro, artigo, site, aplicativo, jogo ou conteúdo a ser traduzido tem as suas peculiaridades.

Um fato que te ajudará a entender melhor é que a tradução literal nem sempre é a ideal. Na verdade, em muitos casos, a literalidade passa longe da tradução de um idioma para outro em um documento.

É comum que uma agência de tradução depare-se com conteúdos que tenham expressões regionais ou que se aplicam apenas a um determinado período histórico – traduzir tais conteúdos ao pé da letra fará com que o resultado tenha uma qualidade muito inferior.

Os conhecimentos de um tradutor vão além de traduzir textos de um idioma para outro. Traduzir é uma arte que tem as suas próprias dificuldades.

2 – “Qualquer pessoa pode começar a trabalhar imediatamente como tradutor”

Uma vertente do primeiro clichê acima é de que qualquer pessoa pode começar a oferecer serviços de tradução a qualquer momento. Não é exatamente assim que o processo funciona.

É preciso que o profissional prepare-se para prestar um serviço de boa qualidade, assim como deve acontecer em todas as outras áreas. Realmente, qualquer pessoa pode traduzir, desde que estude, tenha conhecimento e empenhe-se para isso.

Existem cursos de graduação em Tradução e até mesmo o curso de bacharelado em Letras pode ajudar quem quer trabalhar em uma agência de tradução, mesmo que não sejam obrigatórios – quem domina de verdade os idiomas pretendidos tem ótimas chances de ser um bom tradutor.

3 – “A qualidade é igual à da tradução automática”

Hoje em dia é fácil entender um documento em outro idioma: basta copiar e colar o conteúdo em uma ferramenta de tradução automática – como o Google Tradutor – e esperar alguns segundos. Porém, a qualidade nem se compara à de um profissional especializado.

É verdade que os profissionais usam ferramentas para tradução, mais conhecidas como memórias de tradução, mas elas são bem diferentes das que são usadas no dia a dia.

Todo o trabalho é desempenhado pelo tradutor, com a diferença de que os softwares profissionais de memória de tradução ajudam a agilizar o processo e torná-lo ainda melhor, o que garante um alto nível de qualidade.

4 – “Agências de tradução não são muito procuradas”

Pode ser que muitas pessoas ao seu redor nunca tenham necessitado de um serviço de tradução profissional, mas a procura é muito grande em todo o mundo.

A Common Sense Advisory, empresa norte-americana especializada em pesquisas no segmento de tradução, informou em 2017 que a área apresenta um crescimento de 5,52% ao ano, o que é muito significativo.

Não é surpresa que isso aconteça, uma vez que a abundância na criação de conteúdos é cada vez maior, de sites corporativos na internet a estudos científicos e livros literários.

Inclusive, com a criação e a disseminação de tanto conteúdo novo, é difícil imaginar que o mercado de tradução esfrie em algum momento. Pelo contrário, a tendência é que ele continue cada vez mais aquecido.

agência de tradução

5 – “O prazo de entrega é instantâneo”

O tempo dos serviços de tradução costuma ser mais um grande equívoco, ainda mais por quem desconhece seu funcionamento e acredita que tudo é feito automaticamente (o que já foi desmistificado no item 3 acima).

Uma unidade de medida muito comum para serviços de tradução no Brasil é a lauda, a qual geralmente tem 160 palavras.

Geralmente, uma agência de tradução consegue entregar um serviço mais comum e de poucas laudas em até dois dias úteis. Quando se trata de traduções técnicas ou juramentadas, que são bem mais específicas, o serviço pode levar até cinco dias úteis, em média.

Ainda assim, cada agência tem os seus prazos de entrega, os quais podem variar de acordo com a disponibilidade de profissionais e a urgência do cliente. O que se pode garantir é que o serviço não é instantâneo, já que precisa ser realizado com muito cuidado.

6 – “Todas as agências de tradução são iguais”

Por mais que os serviços costumem ser os mesmos, é imprudente afirmar que todas as empresas são iguais.

Cada agência tem uma equipe de tradutores com determinada experiência no mercado, especialidade em diferentes áreas nos serviços de tradução e outras características que as distinguem.

É o mesmo que pode acontecer em um escritório de advocacia, por exemplo: ainda que os advogados exerçam a mesma profissão, cada um tem a sua especialidade, além de mais ou menos renome e vivência profissional.

7 – “O serviço é muito caro”

Para fechar a lista, chegamos em um item que costuma ser motivo de muita confusão: o preço. É claro que cada serviço tem a sua complexidade particular, mas isso não quer dizer que eles custam uma fortuna.

O valor de cada tradução varia de acordo com o tipo de trabalho: o tamanho do conteúdo que se deseja traduzir, o idioma de origem e de destino, além do grau de urgência, mas ele cabe bem no orçamento de empresas e também de pessoas físicas.

Um conselho bem importante quando se trata do preço: não se baseie apenas nisso para escolher uma agência de tradução. Existem outros critérios mais importantes, como a experiência e o conhecimento dos profissionais.

Desmistifique os serviços de tradução!

Assim como existem armadilhas nas traduções, também há alguns pontos que podem confundir os mais desprevenidos a respeito dessa área, o que é bem comum. A melhor forma de se prevenir é aprender bem sobre o assunto.

Agora que você já conhece os principais erros e clichês da área, você tem à sua disposição diversos critérios para selecionar uma empresa de tradução. Pesquise bastante antes de se decidir e garanta o melhor serviço possível!

Solicite sua Tradução