5 ferramentas importantes para Tradutor Juramentado

Saiba quais são as principais ferramentas usadas pelos tradutores juramentados para garantir a perfeição na hora de traduzir.

A arte da tradução de textos é uma das tarefas mais antigas que existem na humanidade. Desde que houve a necessidade de um grupo se comunicar com outro, em regiões diferentes do planeta, compreender a língua de outras pessoas se fez necessário.

No princípio, traduzir um texto era um grande desafio: poucos dominavam mais de uma língua e, muitas vezes, quando havia alguma dúvida, o texto original era simplesmente interpretado livremente e ganhava uma versão que não necessariamente correspondia à ideia original do autor.

No mundo globalizado, a comunicação entre idiomas distintos se faz cada vez mais necessária e não há margem para interpretações erradas. É imprescindível ser objetivo em relação ao que precisa ser dito na hora de traduzir um documento.

Esse papel de precisão é delegado aos tradutores juramentados, profissionais concursados e aptos a fazer traduções de um idioma para outro que sejam válidas em qualquer circunstância no Brasil.

ferramentas para tradutor juramentado

A equipe da Fidelity reúne um amplo número de colaboradores com as aptidões necessárias, mas mesmo elas precisam recorrer sempre a algumas importantes ferramentas. Nesse artigo, listamos cinco ferramentas indispensáveis que todo tradutor juramentado deve ter sempre à mão para garantir que o resultado final do seu trabalho seja sempre perfeito. Será que você é um usuário recorrente de todas elas?

1 – Dicionário

Essa é a ferramenta mais importante de todas. Por mais que você domine outro idioma, em vários momentos você vai precisar consultar um dicionário para checar qual é a melhor tradução de um determinado termo. Se, mesmo em nosso idioma nativo, às vezes precisamos recorrer ao principal livro da língua para tirar algumas dúvidas, o que dizer de um idioma que não é o nativo?

Mesmo um tradutor juramentado terá dúvidas em muitos termos. Por isso, certifique-se de ter acesso aos dicionários mais completos do idioma com o qual você pretende trabalhar. Dicionários pequenos ajudam, mas um dicionário de referência, o mais completo que você encontrar, é uma aquisição fundamental para a sua estante.

2 – Dicionários técnicos

Em muitas escolas de idiomas é ensinado, além de uma nova língua em si, a chamada “língua instrumental”. São cursos voltados para uma área específica e, por conta disso, abordam termos técnicos e um vocabulário próprio, pouco usado pelo público em geral. Em suas traduções, um tradutor juramentado várias vezes vai se deparar com termos que nunca viu antes.

Nesses casos, a solução é recorrer a dicionários técnicos, disponíveis para praticamente todas as áreas. Um bom tradutor deve ter noções básicas de diversos tipos de assunto – desde documentos médicos, por exemplo, até contratos que incluam termos de engenharia ou finanças.

Contudo, é importante que o tradutor se especialize em uma área específica, assim, ao dominar os jargões, ele terá mais conhecimento da área em questão. São palavras que quem não é da área não tem em seu vocabulário e, portanto, saber onde encontrar a tradução de determinados termos técnicos é fundamental.

3 – Gramáticas

Saber a tradução das palavras é fundamental, mas entender os possíveis contextos e expressões de uma língua é igualmente importante. Assim, o tradutor juramentado precisa agir como um estudioso da língua, sabendo detalhes gramaticais e percebendo nuances de determinadas frases que poderiam passar batido para alguém menos atento.

Somente com uma boa compreensão das regras gramaticais é possível traduzir termos sem que haja perda do contexto no qual a frase foi proferida no idioma original. Pode haver casos, por exemplo, em que uma tradução literal faça pouco sentido para um determinado público, de forma que é importante entender qual foi a intenção do autor por trás do texto original.

4 – Google Imagens

Pode parecer estranho a inclusão do Google Imagens aqui entre as ferramentas imprescindíveis para traduzir, mas é a mais pura verdade. Quando um tradutor juramentado se depara com um texto, é bastante comum que muitas vezes encontre palavras que não saiba exatamente o que significam. Um dicionário pode resolver uma parte do problema, mas muitas palavras podem ter mais de um sentido.

Uma boa maneira de perceber qual é o contexto de algo é por meio do Google Imagens. A ferramenta do principal site de pesquisa do mundo, quando bem utilizada, indica as imagens relacionadas ao conteúdo pesquisado. Para quem pesquisa em português pela palavra “ponto”, por exemplo, podemos ter mais de dez respostas possíveis. Só o contexto é que vai trazer a resposta certa e o Google Imagens pode ajudar nesse sentido.

5 – CAT Tools

Por fim, é importante mencionar aqui as chamadas CAT tools. Trata-se de uma sigla para “Computer Aided Translation Tools”, ou seja, softwares específicos que auxiliam no processo de tradução. Diferente do que muitos possam imaginar, essas ferramentas não funcionam como o Google Tradutor, o qual traduz automaticamente as frases inseridas.

A ideia é que esses softwares forneçam traduções automáticas mais precisas, com base em trabalhos anteriores feitos pelo tradutor e diminuindo o trabalho de digitação, facilitando a consulta a glossários e criando bancos de dados de tradução. Ou seja, aqueles termos traduzidos mais frequentemente podem ser “entendidos” pelo seu software como os mais utilizados e, por isso mesmo, serão sugeridos pelo programa na hora de você traduzir um novo texto da mesma área.

Solicite sua Tradução